segunda-feira, maio 12

Novo Peugeot 207: Mais um Frankenstein



Já percebi que minha limitação intelectual não me permite entender o que as montadoras pensam. Como eu gosto muito de exemplos, vou falar da novidade: Peugeot 207.

O nosso querido 206 fazia sucesso no mundo inteiro, e a Peugeot resolveu lançá-lo no Brasil. Um carro belíssimo, totalmente harmônico e que teve o reconhecimento merecido aqui também. Na Europa veio a evolução, o 207. E também foi um sucesso: um carro com identidade forte, linhas ousadas, compacto e muito bonito. Naturalmente, a Peugeot vai trazê-lo para cá.

E aí está o problema. No meu pensamento lógico, eles repetiriam a dose e lançariam o 207 europeu aqui, com alguns ajustes. Mas não!

Imagino os executivos da marca entregando o 206 para os designers e dizendo: põe a frente do 207 nesse mesmo, para baixar custo. Um designer apavorado pergunta: "mas e a harmonia? É outro estilo de shape! O 207 é um projeto muito bem resolvido!" E o executivo responde: "As outras marcas colocam um cromado na grade e lançam o modelo como novo. E vende. Você acha que os brasileiros realmente vão se importar?"

E o pior é que isso vai ficar muito descarado, já que o 206 continua a ser vendido. Teremos dois carros quase iguais, só que um vai ter uma frente totalmente desproporcional, como pode ser visto nas imagens. Então que chamem esse modelo “novo” de 206,5 e não 207.

Isso me deixa muito triste. Eu sei que estou sendo muito simplista, mas o fato é que parece que o consumidor brasileiro não é exigente em relação ao design!

E esse carro não é exceção. Essas modificações para "atualizar" o modelo já renderam um estranho Golf, um desarmônico Celta, o monstruoso “Novo Uno” e muitos outros! Harmonia e proporção no design é tudo, mas as montadoras parecem não entender isso. Pelo menos no Brasil...

Não sei se só eu penso assim. Mas eu acho que o consumidor brasileiro merece um pouco mais de respeito.


Fotos do 207 brasileiro: Notícias Automotivas
Fotos do 207 europeu: Peugeot

PS: Quando o 207 for lançado oficialmente, eu faço um post. Este foi apenas um desabafo. Quem sabe até lá em mudo de idéia.

4 comentários:

zeh disse...

concordo William!!! Eu acho um absurdo a falta de respeito que as montadoras tem com o consumidor brasileiro!

Você vai pro Ndesign??

zingen disse...

Essa gambiarra é um desrespeito total ao consumidor brasileiro, motivo de riso e escárnio de quem conhece automóvel. Já dizia o General De Gaulle: " A Pejô não é uma montadora séria!"

David disse...

Adorei a sugestão da troca do nome para 206,5. Ficaria exatamente de acordo com esse Frankenstein que a Peugeot resolveu nos oferecer como 207! Meu repúdio pelo desrespeito da Peugeot com o consumidor brasileiro.

Thiago disse...

E o povo compra...as ruas estão lotadas desta bizarrisse. Ou seja as montadoras não respeitam o consumidor, pois o mesmo não se dá ao respeito.

Lamentável. Fico imaginando os altos executivos, lá na França, rindo do brasileiro que paga em média 7000 reais a mais pelo mesmo carro, com um "remendo estilístico" na dianteira.

Eu no lugar deles também ia rir e muito.